quarta-feira, 19 de janeiro de 2022

Deputada defende urgência no reajuste do magistério


Professora Dorinha é presidente da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados e diz que não há lacuna para que o percentual de 33,23% não seja cumprido urgentemente, tal como reza a lei 11.738/2008. O Dever de Classe entrou em contato com a assessoria da parlamentar e obteve mais informações sobre as ações que poderão ser feitas.

Educação | Através de suas redes sociais, a deputada Federal Professora Dorinha exige urgência no reajuste do magistério. Para a parlamentar — presidente da Comissão de Educação da Câmara — não há lacuna para que o percentual de 33,23% não seja cumprido urgentemente, tal como reza a lei federal 11.738/2008.
Ações

O Dever de Classe entrou em contato com a assessoria da parlamentar e obteve mais informações sobre as ações que poderão ser feitas. Confira, após o anúncio.

Mobilizar amplos setores

Em conversa via telefone com a jornalista Verônica Bolzan, Assessora de Imprensa da deputada Professora Dorinha, obtivemos a informação de que a parlamentar deseja mobilizar amplos setores para garantir o cumprimento imediato do reajuste de 33,23% para os professores.

Reunião na Comissão de Educação da Câmara

A primeira medida será reunir os membros da Comissão de Educação da Câmara, algo que pode ocorrer até sexta-feira (21), segundo a jornalista Verônica Bolzan. Encontro ainda não está certo, mas a parlamentar promete agir para que ocorra o mais rápido possível. Continua, após o anúncio.

Frente Parlamentar Mista da Educação: deputados e senadores

Um outro setor que a parlamentar também quer mobilizar é a Frente Parlamentar Mista da Educação, que conta com deputados e senadores. Representação do MEC também deverá ser acionada, além de representantes sindicais do magistério, como a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE).

O Dever de Classe acompanhará essas discussões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário