quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

NOTA DE REPÚDIO


O SINTEAC- Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre, Núcleo de Tarauacá vêm a público repudiar as agressões verbais dos vereadores João Moreira, Valdor do Ó e Mirabor Leite, que ultrapassaram os limites não só do decoro parlamentar, mas também do respeito ao professor, sindicalista e radialista Raimundo Accioly.

O ápice da grosseria ocorreu no dia (24) na tribuna da Câmara de Vereadores que teoricamente era para defender os direitos do povo e a utilizaram para agredir verbal e moralmente o professor Raimundo Accioly , diretor da rádio comunitária Nova Era FM.

É lícito qualquer cidadão manifestar sua insatisfação ou julgamento de valor à cobertura dos veículos de comunicação sobre qualquer fato. Mas tentar desqualificar uma pessoa de bem e que tem feito muito pela população de Tarauacá e apresentar versões distorcidas sobre os fatos, e mesmo tentar intimidar o exercício da profissão de jornalista são atos que visam claramente impedir a livre circulação das notícias e a função social dos jornalistas de levar à população informação de interesse público. Tais atos são incompatíveis com o exercício da democracia e com o papel de um vereador.

Em síntese, os vereadores supracitados se utilizaram da tribuna com expressões odiosas que demonstram desequilíbrio para o cargo político que ocupa – de representante do povo, cuja função impõe o dever político de representar os anseios da sociedade e não desqualificar quaisquer trabalhadores.

O triste episódio ocorrido na Câmara de Vereadores de Tarauacá é prova, mais uma vez, de que os vereadores supracitados não tem se mostrado digno de exercer um mandato de parlamentar, e quiçá, um cidadão que saiba os seus direitos e deveres dentro de um Estado Democrático de Direito.

Por último e não menos importante, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre Núcleo de Tarauacá se solidariza com o professor, sindicalista e radialista Raimundo Accioly, afirmando que esse triste episódio não representa o sentimento, tampouco as práticas da população de Tarauacá, gente trabalhadora, ordeira e pacífica.

Tarauacá, 24 de fevereiro de 2016.

Diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre Núcleo de Tarauacá

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

DATABASE ESTADUAL: Sindicato da Educação avança em reajuste de 23.75% a funcionários e 19.48% aos professores

rosana
O Sinteac conseguiu evoluir bastante no percentual que institui o piso dos funcionários de escola/Foto: Ascom Sinteac
O Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinteac) avançou na mesa de negociação com o governo, no final da tarde destra segunda-feira (22), numa proposta melhor, que será levada á categoria. A professora Rosana Nascimento, presidente da entidade, não abriu mão de elevar o percentual de 11.48%, anteriormente acertado pelo governo, Sinproacre e Sintae. Ou seja, a proposta de 25% chegou a 19.48%.

No início carreira, um educador, que ganha hoje R$ 2.010 ,00, passará a ganhar R$ 2.402,00 em 18 meses. Os professores provisórios também foram lembrados na proposta do Sinteac, e terão reajuste no mesmo percentual, assim como os aposentados e os da paridade. “Esses percentuais estão referendados pelo piso nacional do magistério”, lembrou a sindicalista.

Funcionários de escola

O Sinteac também conseguiu evoluir bastante no percentual que institui o piso dos funcionários de escola. Ou seja, saiu de 11.48% (sugerido pelo Sinproacre e o Sintae) para 23.75%. Ou seja, o piso atual, de R$ 672,00, subiria para R$ 831 – ainda abaixo do salário mínimo (R$ 880,00). O secretário adjunto de Educação, Alberto Nunes, reconheceu o esforço dos sindicalistas para que o reajuste fosse melhorado. Ele reconhece que uma greve seria muito desgastante para este momento político em que o Acre está atravessando.

“Evoluimos, mas seria muito vantajoso para os trabalhadores uma melhora nesses percentuais e nos prazos, iniciando o pagamento ainda neste ano. É bom deixar claro que a última palavra é da categoria. Estamos convocando uma assembléia geral para a próxima quinta-feira (25), na Praça da Revolução, às 16 horas. O que os trabalhadores decidirem será respeitado”, disse a presidente do Sinteac. Ela lamentou que, apesar de muita insistência, o governo não tenha se sensibilizado em garantir ganhos reais em 2016. O governo condicionou estes reajustes à suspensão da Valorização do Desempenho Profissional (VDP) por dois anos (2027 e 2018).

Formas de pagamento

De acordo com a proposta, o percentual dos professores seria pago em três parcelas, sendo a primeira em janeiro de 2017, a segunda em agosto de 2017 e a última em março de 2018. O piso dos funcionários administrativo teria sua concretização da seguinte forma: primeira parcela em janeiro de 2017, a segunda em setembro de 2017 e a terceira em julho de 2018.

Fonte: http://contilnetnoticias.com.br/

sábado, 20 de fevereiro de 2016

SINTEAC E PREFEITURA DISCUTEM SAQUE DO FGTS DOS SERVIDORES MUNICIPAIS.


Na manhã desta sexta feira, 19 de fevereiro, o Presidente do Sinteac Eurico Paz e Presidente da Comissão de Educação da Câmara de Vereadores Janaina Furtado, se reuniram com o Prefeito em Exercício Chagas Batista para discutir algumas pautas de interesse dos servidores da educação e dos servidores municipais de uma forma geral. 


FGTS - Ficou pactuado entre as partes que durante todo o mês de março será realizada uma espécie de "força tarefa" por parte da prefeitura para que seja viabilizado o saque do FGTS de todos os funcionários das diversas secretaria municipais.

REGÊNCIA DOS PROFESSORES - Foi pactuado também que a gratificação da regência será restabelecida nos salários dos professores e as que foram retirada neste período de recesso serão pagas de forma retroativa. A gratificação de regência fez parte de um acordo entre prefeitura e sindicato que não seria retirada no período de recesso. Para surpresa dos professores a gratificação havia sido retirada e agora a prefeitura vai pagar.

PCCR - Na próxima semana a prefeitura irá nomear uma comissão somente para cuidar da implantação dos planos de cargos carreiras e salários da Secretaria Municipal de Saúde e da Secretaria Municipal de Administração. O plano da educação já está sendo revisado e em breve será apresentado.

À Tarde, o Sinteac realizou uma assembléia com os servidores da educação para repassar essas e outras informações.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Governo estuda dar 20% de reajuste para educação em troca da suspensão do VDP por dois anos

cbf5a7cd-b90a-4aa3-ab1d-1c684a075101

O governo do estado disse ter condições de oferecer 20% de reajuste aos funcionários de escola, instituindo, assim, um novo piso salarial à categoria. Porém, apresentou como condição suspender por dois anos o Prêmio pela Valorização do Desempenho Profissional (PVDP) – também conhecido como o décimo-quarto salário dos trabalhadores, instituído por decreto na gestão do governador Binho Marques.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinteac) lembra que o prêmio dos professores sequer foi pago em 2015, sendo esta uma das razões para a deflagração da greve no ano passado. Em relação aos funcionários de escola, o PVDP seria pago pela primeira vez neste ano.

O Sinteac recebeu a proposta para análise, em reunião com o subsecretário José Alberto Nunes, o “Xaxa”, na tarde desta quarta-feira. O percentual de aumento dos professores permanece em 11.48%, mas será objeto de novas negociações.

A Secretaria de Educação sugere parcelar o reajuste dos administrativos em três vezes, com a primeira parcela em janeiro de 2017, a segunda em setembro de 2017 e a última em junho de 2018.

Os recursos exclusivos para o PVDP são oriundos de um remanejamento das verbas do Fundo nacional para o Desenvolvimento da Educação (Fundeb) e somam R$ 30 milhões anuais. Segundo a equipe econômica do governo, essa verba seria usada para concretizar o piso em 18 meses. “Nós voltaríamos com a VDP em dois anos”, disse o secretário. Quando o reajuste for concedido em sua integralidade, a folha da Educação sofrerá um impacto de apenas R$ 15 milhões, mas o governo terá usado R$ 60 milhões que, segundo o decreto, devem ser exclusivos para a valorização dos trabalhadores.

“A VDP é direito sagrado dos funcionários. Não creio que seja uma proposta aceitável. Aliás, já foi apresentada pelo Sinproacre e rejeitada pela categoria. Não é correto suprimir conquistas alcançadas com muita luta. Porém, é importante lembrar que, de acordo com a proposta do governo, é o trabalhador quem estará bancando o seu próprio aumento. Mas não sou eu quem decide, nem o Sinteac. Levaremos a proposta para avaliação da categoria”, disse a presidente da entidade.

O Sinteac lembra que os trabalhadores administrativos não têm reajuste desde 2008, e exigem algum efeito financeiro neste ano como condição para não deflagrarem a greve.

A diretora do Sinteac para os funcionários de escola, Márcia Lima, entende que a proposta do governo precisa ser melhorada sem penalizar o trabalhador com a supressão do PVDP.

Como ficaria

O piso atual de R$ 672,00 para quem tem o ensino fundamental chegaria a R$ 806,04 – um aumento real de R$ 134,00 para quem está no início da carreira. Para 1.409 trabalhadores
Quem tem ensino médio, hoje recebendo piso de R$ 739,20, teria aumento de R$ 147,00, passando a ganhar R$ 887,00.

Fonte: http://www.ac24horas.com/

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

ANO COMEÇA COM DUAS ASSEMBLÉIA NO SINTEAC


O Sinteac de Tarauacá realiza durante esta semana, duas importantes assembleias com seus os trabalhadores em educação associados das redes Estadual e Municipal de Ensino.
Na Próxima quarta feira, 17 de fevereiroàs 10:30h, no auditório da entidade, será realizada a Assembléia Geral dos Servidores da Rede Estadual

Na pauta, uma proposta de reajuste salarial apresentada recentemente pelo governo, a "puladinha de 2016" e também o início do ano letivo.

Na sexta feira, 19 de fevereiro, às 16:30h, será a vez dos Trabalhadores da Rede Municipal de Ensino.

Na pauta, a gratificação de regência dos professores, o saque do FGTS e a proposta de reposição de perdas salariais que deverá ser apresenta ao governo municipal em 2016.

De acordo com o presidente Eurico Paz, esse processo de mobilização faz parte do calendário de ações do sindicato na defesa dos seus associados s associadas. "Estamos apenas iniciando nosso mobilização e esperamos que esse seja um ano de boas lutas e grandes vitórias", disse o presidente.

Aniversário do Presidente Eurico Paz


sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

DIVULGADA A LISTA DOS PROFESSORES APOSENTADOS DA REDE ESTADUAL QUE VÃO RECEBER A 'PULADINHA'

Segue abaixo a lista dos aposentados que receberão a "Puladinha de Letra" neste ano. Constam o nome do beneficiário e o mês do pagamento. 

A segunda parcela, que será paga em 2017, ainda não foi enviada pela Secretaria de Educação.

QUEM TEM DIREITO AO "PROCESSO DA PULADINHA"?

Pouco mais de três mil professores da Rede Pública de Ensino do Acre receberão a partir de fevereiro o pagamento retroativo da progressão funcional, a famosa “puladinha” de letra. Cada educador com contrato de 30h terá direito a R$ 6,9 mil, que será pago em duas parcelas, uma este ano e outra em 2017. Os contratos de 15h á a metade do valor. 

O benefício será concedido a educadores ativos e também aos que já estão aposentados e que cumpram os critérios. O valor retroativo é referente à progressão funcional que ocorreu na categoria no ano de 2006. Porém, o Governo do Estado, à época, se recusou a pagar a “puladinha” e o fez somente dois anos depois, em 2008, após o SINTEAC ingressar com um processo na Justiça para reaver o direito dos trabalhadores. 

Esse benefício não será destinado para todos os professores. Receberão apenas os profissionais que foram admitidos na época e tiveram o direito a pulada em 2006, após conclusão do curso em nível superior até dezembro de 2005. 

O valor acordado é bruto e sofrerá descontos de 11% da Previdência Social mais 15% para arcar serviços com advogados. Ao todo, 2,6 mil professores que ainda estão atuando nas salas de aula receberão o pagamento retroativo. O número de profissionais aposentados que também serão contemplados chega a 844. 
A remuneração será concedida primeiramente aos trabalhadores sindicalizados e depois aos demais, que não possuem vínculos aos sindicatos da classe.
Com informações da Assessoria de Comunicação

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

SINTEAC NA POSSE DOS GESTORES MUNICIPAIS


O Presidente do Sinteac, Professor Eurico Paz, participou na noite da ultima segunda feira, 1 de fevereiro, do Ato de Posse dos novos gestores das escolas da Rede Municipal, promovido pela Secretaria Municipal de Educação. Os gestores foram eleitos no final do ano de 2015. 


Tomaram posse os seguintes gestores:

Escola Aucilene Calixto - Alex Bispo; 
Escola Almirante Barroso - Maria José Silva;
Escola Valdina Torquato - Valter Júnior;
Escola 15 de Junho - Elivan Dias;
Escola Adelmar Oliveira - Raimundo Nonato Damasceno;
Escola José Augusto de Araújo - Aderlândio França
Escola Eduardo Santos Moraes - José Francisco de Morais (França)
Escola Rilza Daniel - Áurea Ramos
Escola Donizete Mota - Sairilândia Galvão


A festa foi ainda mais completa com a premiação em dinheiro, que as escolas receberam por seus desempenhos na gestão escolar.

Texto: Blog do Accioly
(foto:Abimael Lopes)

NOTA DE PESAR


Com pesar que anunciamos a morte do Senhor Raimundo Bezerra, 88 anos, servidor aposentado da secretaria estadual de educação. 
"Bezerrinha" como era conhecido popularmente, faleceu ao meio dia desta segunda feira, 1 de fevereiro, em sua residência deixando 5 filhos e 43 netos.
O corpo está sendo velado na Rua Raimundo de Souza Moreira, Bairro Triângulo.
O Sepultamento está previsto para ser realizado nesta terça, às 12 horas, no cemitério São João Batista.
Em nome dos Trabalhadores em Educação manifestamos nossa solidariedade e condolências à toda família e amigos.