segunda-feira, 4 de agosto de 2014

SINTEAC repudia onda de violência contra as mulheres

A violência contra a mulher é entendida como qualquer ato ou conduta, que cause morte, dano ou sofrimento físico, sexual ou psicológico à mulher, tanto público como privado. Este tipo de violência já é reconhecido pela própria ONU – Organização das Nações Unidas – como um grave problema de saúde pública.

Em nossa sociedade muita gente ainda acha que o melhor jeito de resolver um conflito é a violência e que os homens são mais fortes e superiores às mulheres. Embora muitas vezes o álcool, drogas ilegais e ciúmes sejam apontados como fatores que desencadeiam a violência contra a mulher.

Aqui no nosso município esse grave problema em relação a violência e quando se fala em violência contra a mulher tem aumentado bastante este ano. 

A violência, nós sabemos, é um mal que a sociedade precisa combater cotidianamente em todas as áreas em que ela se manifesta. Ela é um mal porque tem a capacidade de comprometer, de contaminar as relações entre as pessoas. Principalmente, com crimes contra a mulher, que lamentavelmente, são frequentes todos os dias. Esse é um crime que envergonha tanto os homens quanto as mulheres.

Seu enfrentamento é uma luta de todos nós, das mulheres, sobretudo, mas também dos homens. Porque essa é uma luta que une famílias, gerações e que deve mover governo e sociedade.

Tolerância zero com a violência contra a mulher é o compromisso básico de qualquer sociedade, e nós devemos construir este sentimento no dia a dia nas portas das escolas, nos bancos, nos canteiros de obras, nas empresas, nas repartições públicas e, principalmente, dentro de casa. 

Nosso papel, como trabalhadores em educação e cidadãos, é conscientizar as mulheres para que denunciem seus agressores e solicitar das autoridades competentes medidas que combatam esse tipo de violência e garantam a integridade de quem sofre violência.


O SINTEAC vem a público expressar seu repúdio frente à violência machista sofrida pelas mulheres, em especial a do nosso município.

Nenhum comentário:

Postar um comentário