sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

NA PRIMEIRA ASSEMBLEIA DO ANO, SINTEAC REUNE SERVIDORES MUNICIPAIS.

Diretoria do Sinteac
Em assembléia realizada na tarde de ontem com os servidores municipais, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação - Sinteac, discutiu com a categoria a questão da pulada de letra, prevista para acontecer em maio de 2013 e que até agora não aconteceu.

"Em 2013 o Secretário de Educação pediu que a categoria tivesse tolerância que a mudança aconteceria no mês de setembro com valores retroativos à maio e até hoje (fevereiro de 2014) isso não aconteceu. Um verdadeiro calote na nossa categoria", disse Eurico Paz, presidente da entidade.

O vice prefeito Chagas Batista disse ao presidente do Sinteac que a pulada de letra será creditada nos salários dos servidores no pagamento do mês de fevereiro e ainda que os resíduos da diferença também começarão a ser pagos.

Categoria vai esperar até o pagamento de fevereiro
A categoria decidiu aguardar até o pagamento e  caso isso não aconteça, voltará a se reunir e decidir o que fazer. Se não efetuarem o pagamento uma greve não está descartada.

"Além de não pagar a pulada de letra a prefeitura começou o ano suspendendo as licenças prêmios dos servidores da educação (conquista garantida em lei), obrigando servidores a trabalharem dois turnos (antes era só um turno), sem discutir com o nosso sindicato", finalizou o presidente.

Presidente José Eurico
VOLTA ÀS AULAS: Segundo a maioria dos diretores as escolas municipais não estão em condições de retomarem as aulas na próxima segunda feira. "Até hoje não fui chamado para discutir o quadro da escola e segunda feira não há como iniciar o ano letivo", falou um dos diretores. "Na minha escola existe apenas uma servente e ainda querem começar as aulas? Impossível", comentou uma diretora.

REFORMULAÇÃO DO PCCR, REFORMULAÇÃO DA LEI DE GESTÃO, ESTATUDO DOS SERVIDORES, CONCURSO PÚBLICO são algumas das bandeiras apresentadas pelo sindicato para serem resolvidas em 2014.

VEJA FOTOS DA ASSEMBLÉIA AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário