sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

SINTEAC DISCUTE INVESTIMENTOS DO PROACRE


SEXTA-FEIRA, 19 DE FEVEREIRO DE 2010


PRO ACRE EM TARAUACÁ: SINTEAC E STR SE REÚNEM COM COORDENAÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO:

José Sidenir e Maria Inês (STR) José Eurico e João Maciel (Sinteac)

Sindicalistas do Sinteac e do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Tarauacá se reuniram na tarde da última quinta feira, 18 de fevereiro, com a Professora Francisca Aragão Leite, Coordenadora Regional de Educação do Governo do Acre que abrange os municípios de Tarauacá, Feijó e Jordão. Os dirigentes da duas entidades queriam saber como está o andamento do Pró-Acre em Tarauacá, especialmente os investimentos em Educação. 

Professora Francisca Aragão

Em Tarauacá serão contempladas 45 escolas das rede estadual e municipal das margens dos rios Tarauacá e Murú e Também da Br 364.
A SEE desenvolveu uma grande logística em parceria com as prefeituras dos municípios do Estado, no qual possibilitou que uma equipe de técnicos educacionais chegasse a comunidades isoladas e fizessem a classificação das principais necessidades de cada comunidade escolar. Depois da fase de levantamento de dados, os técnicos partiram para a criação dos conselhos e consócios escolares, um dos critérios exigidos pela lei, e por fim a elaboração dos planos de trabalho onde cada comunidade elegeu sua prioridades e metas.
Reunião sobre a Pró-Acre

Os recursos serão gerenciados pelos gestores de escolas, coordenadores administrativos, presidentes de Conselhos Escolares. Serão eles os responsáveis pelo processo que vai da licitação à prestação de contas.
A Secretaria de Estado de Educação promoverá capacitação técnica e fará acompanha,mento de todo o pessoal que vai gerenciar esses recursos.


Para que as escolas da zona rural fossem beneficiadas com os investimentos do PROACRE, a SEE desenvolveu uma grande logística em parceria com as prefeituras dos municípios do Estado, no qual possibilitou que uma equipe de técnicos educacionais chegasse a comunidades isoladas e fizessem a classificação das principais necessidades de cada comunidade escolar. Depois da fase de levantamento de dados, os técnicos partiram para a criação dos conselhos e consócios escolares, um dos critérios exigidos pela lei, e por fim a elaboração dos planos de trabalho onde cada comunidade elegeu sua prioridades e metas. Tudo que for executado com o dinheiro disponibilizado tem que obedecer às normas do Banco Mundial e legislações.
Os recursos do Pro-Acre são destinados à manutenção da rede física, aquisição de equipamentos e material de consumo são ações que fazem parte da gestão escolar.

PROACRE

O Programa Integrado de Desenvolvimento Sustentável do Acre (ProAcre) é uma iniciativa do Governo que visa levar serviços básicos e estruturantes às Zonas de Atendimento Prioritário (ZAPs) nas comunidades mais distantes. O programa atuará em várias frentes com ações envolvendo os campos da saúde, educação , produção nas Zonas de Atendimento Prioritárias (ZAPs) e comunidades isoladas do Acre.

O Pró-acre irá atender a pelo menos 200 mil pessoas nos 22 municípios do Estado com investimentos de US$ 150 milhões em todas áreas do desenvolvimento humano com ênfase em saúde, educação e produção sustentável. Entre vários indicadores, irá aumentar de 3,8 para 4,7 o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) - número acima da média nacional. Irá também proporcionar aumento de 34% para 56% de mulheres grávidas que fazem seis consultas de pré-natal; aumento da sobrevivência de 90% para 96% de recém-nascidos com baixo peso; aumento nas consultas ambulatoriais de 7% para 67% nas comunidades isoladas, e aumento em 30% da renda da população beneficiada.
com informações da agencia acre

Nenhum comentário:

Postar um comentário