quarta-feira, 18 de maio de 2016

SINTEAC EMITE NOTA SOBRE SAQUE DO FGTS DOS SERVIDORES MUNICIPAIS


A Diretoria do Sinteac, através do seu presidente Professor Lauro Benigno, vem a público se manifestar a cerca de uma nota publicada pela prefeitura com o título: "PREFEITURA DE TARAUACÁ GARANTE LIBERAÇÃO DO SAQUE DO FGTS".

Cabe informar que não há nada de excepcional decorrente da ação da prefeitura. Na verdade, a prefeitura tenta confundir a cabeça dos funcionários e capitalizar para si de uma ação que o próprio sindicado já ajuizou na Justiçado Trabalho, em Feijó, no dia 29 de abril, em nome dos servidores.

1. Diz a nota da prefeitura: "
O município efetuou a liberação da chave de movimentação da conta vinculada de 567 servidores efetivos que juntos somam mais de R$ 5.500.000,00 milhões de recursos que poderão ser levantados pelos titulares da contas do FGTS que serão utilizados conformes a necessidades pessoais dos Servidores. 
"O servidor poderá fazer juntada de toda a documentação e buscar junto à justiça o alvará de saque e dirigir-se a Agência da Caixa Econômica Federal, munidos dos documentos necessários para requerer o saque da conta referente ao vínculo celetista mantido com o Município de Tarauacá.

2. Em relação a essa questão, a Assessoria Jurídica do Sinteac de Tarauacá, ajuizou na Justiça do Trabalho no Município de Feijó, no dia 29 de abril de 2016, um ação para saque do FGTS dos servidores municipais associados da entidade. Uma ação proposta pela diretoria da entidade para que os servidores possam ter em mãos os ALVARÁS DE SAQUE dos valores que se encontram depositados em suas contas vinculadas. 

3. Na próxima segunda feira, haverá uma assembléia com todos os servidores municipais na presença dos Advogados do Sinteac, para esclarecimentos sobre o andamento da ação de saque, que a qualquer momento o juiz do trabalho pode decidir em favor dos servidores. 

4. Por fim, pedimos aos servidores que aguardem até segunda feira. Não há necessidade, no momento, que se encaminhe outra ação.

Diretoria do Sinteac

Nenhum comentário:

Postar um comentário