terça-feira, 29 de março de 2016

Sinteac cobra devolução de gratificações cortadas no salário de secretários e coordenadores escolar


sinteac

A professora Rosana Nascimento, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac), pediu que a Secretaria Estadual da Educação (SEE) mantenha o pagamento da gratificação dos coordenadores administrativos e secretários escolares da rede estadual com a maior brevidade possível.

O apelo feito pelo sindicato visa evitar que os prejuízos financeiros causados a quase 150 trabalhadores em Educação sejam sanados. O corte do benefício deixou esses profissionais com muitas dívidas. Eles continuam exercendo a atribuição de gestores escolares, mas sem o bônus.

“Desde que retiraram a Função Gratificada (FC), as perdas salariais variam de R$ 600,00 a R$ 900,00. Os trabalhadores contraíram dívidas com base no rendimento que tinham no contracheque, mas não foram comunicados da mudança”, disse a sindicalista. O assunto foi debatido no auditório do Sinteac na tarde desta segunda-feira (28), com a presença dos secretários e coordenadores.

Estes funcionários pedem, ainda, que possam ser valorizados mantendo suas carreiras, e exigem a revisão dos valores apresentados na mesa de negociação. Qualquer acréscimo só seria concedido em 2017, segundo propõe o governo.

“Desde 2014 os gestores escolares vêm recebendo essa gratificação, de acordo com a tipificação da escola. Ou seja, o valor desse benefício é de acordo com o número de alunos matriculados em cada instituição de ensino. O governo está propondo alterar a classificação das escolas, e nós estamos atentos a tudo isso. Quanto aos trabalhadores, são funcionários cuja importância para o aprendizado dos alunos é indiscutível. Muitos deles carregam a escola nas costas. Diante desta responsabilidade, é justo que ganhem um salário compatível com seu esforço”, defende a presidente do Sinteac.

“Devemos nos reunir para cobrar este compromisso do secretário-adjunto de Educação”, diz a sindicalista.

Fonte: http://contilnetnoticias.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário