terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

DATABASE ESTADUAL: Sindicato da Educação avança em reajuste de 23.75% a funcionários e 19.48% aos professores

rosana
O Sinteac conseguiu evoluir bastante no percentual que institui o piso dos funcionários de escola/Foto: Ascom Sinteac
O Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinteac) avançou na mesa de negociação com o governo, no final da tarde destra segunda-feira (22), numa proposta melhor, que será levada á categoria. A professora Rosana Nascimento, presidente da entidade, não abriu mão de elevar o percentual de 11.48%, anteriormente acertado pelo governo, Sinproacre e Sintae. Ou seja, a proposta de 25% chegou a 19.48%.

No início carreira, um educador, que ganha hoje R$ 2.010 ,00, passará a ganhar R$ 2.402,00 em 18 meses. Os professores provisórios também foram lembrados na proposta do Sinteac, e terão reajuste no mesmo percentual, assim como os aposentados e os da paridade. “Esses percentuais estão referendados pelo piso nacional do magistério”, lembrou a sindicalista.

Funcionários de escola

O Sinteac também conseguiu evoluir bastante no percentual que institui o piso dos funcionários de escola. Ou seja, saiu de 11.48% (sugerido pelo Sinproacre e o Sintae) para 23.75%. Ou seja, o piso atual, de R$ 672,00, subiria para R$ 831 – ainda abaixo do salário mínimo (R$ 880,00). O secretário adjunto de Educação, Alberto Nunes, reconheceu o esforço dos sindicalistas para que o reajuste fosse melhorado. Ele reconhece que uma greve seria muito desgastante para este momento político em que o Acre está atravessando.

“Evoluimos, mas seria muito vantajoso para os trabalhadores uma melhora nesses percentuais e nos prazos, iniciando o pagamento ainda neste ano. É bom deixar claro que a última palavra é da categoria. Estamos convocando uma assembléia geral para a próxima quinta-feira (25), na Praça da Revolução, às 16 horas. O que os trabalhadores decidirem será respeitado”, disse a presidente do Sinteac. Ela lamentou que, apesar de muita insistência, o governo não tenha se sensibilizado em garantir ganhos reais em 2016. O governo condicionou estes reajustes à suspensão da Valorização do Desempenho Profissional (VDP) por dois anos (2027 e 2018).

Formas de pagamento

De acordo com a proposta, o percentual dos professores seria pago em três parcelas, sendo a primeira em janeiro de 2017, a segunda em agosto de 2017 e a última em março de 2018. O piso dos funcionários administrativo teria sua concretização da seguinte forma: primeira parcela em janeiro de 2017, a segunda em setembro de 2017 e a terceira em julho de 2018.

Fonte: http://contilnetnoticias.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário