quarta-feira, 28 de outubro de 2015

PARABÉNS AOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS


O trabalho é à base da vida humana e uma de suas maiores conquistas, pois é através dele que nos realizamos enquanto pessoas, atuando numa postura cidadã diante da vida, como colaboradores universais de um bem maior.

Esse dia tão reverenciado no mundo diz muito do que somos e do nosso papel, enquanto formadores e transformadores da sociedade, através do nosso fazer profissional, da nossa competência humana de lidar com os problemas e solucioná-los de forma consequente. Aristóteles assim expressou: “somos aquilo que fazemos repetidamente. Excelência, então não é um modo de agir, mais um hábito”. Esse é nosso grande referencial e diferencial, enquanto seres pensantes e atuantes, comprometidos com nós mesmos e com o coletivo.

Estes versos da música de Gonzaguinha refletem bem a importância do trabalho para todas as pessoas: guerreiros, guerreiras que se empenhas por construir, com a força de seu trabalho, um mundo mais justo, consequentemente mais humano: “Seu sonho é sua vida

E vida é trabalho...

E sem o seu trabalho

O homem não tem honra

E sem a sua honra

Se morre, se mata...”

FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS: Vocês são o pulmão que move todo corpo de trabalho. Recebam todos, nossos sinceros PARABÉNS! 

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

FESTA DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO SERÁ DIA 8 DE NOVEMBRO


A Diretoria do Sinteac em Tarauacá, prepara uma grande festa para os Trabalhadores em Educação que pertence ao quadro de associados e associadas da entidade. 

A festa que terá gincana entre escolas, som ao vivo, churrasco, banho de piscinas, barzinho e outras atividades, será realizada no domingo dia 8 de novembro com início marcado para as 10 horas.

De acordo com o presidente Professor Eurico Paz, a festa é uma comemoração conjunta em pela passagem do dia dos professores, funcionários administrativos e gestores. 

No final do ano, bem próximo ao natal, o sindicato ainda promoverá o grande e tradicional Bingão da educação. 

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

AOS PROFESSORES


Servir ao próximo com um bem inestimável. A educação.

Aos amigos, amigas, valorosos e valorosas professores e professoras de nossa cidade, nossa gratidão pelo ofício que escolheram. 

Parabéns pelo seu dia.

Diretoria do Sinteac
Eurico Paz

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

NOTA DE ESCLARECIMENTO


A direção do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (SINTEAC) e a Assessoria Jurídica esclarecem aos sócios que o desconto denominado honorários contratados, efetuados no mês de setembro, nos salários dos professores beneficiados com o acordo da ação da “puladinha”, foi realizado de forma irregular, porque não foi feito por requerimento da entidade. O departamento de finanças da Secretaria Estadual de Educação (SEE) informou que o valor descontado indevidamente, será depositado em uma folha suplementar no mês de outubro desse ano.


Atenciosamente,

À diretoria

Aposentadoria compulsória para servidor aos 75 anos tem regulamentação aprovada


Jefferson Rudy/Agência Senado

O Plenário do Senado aprovou, nesta terça-feira (29), por unanimidade, as mudanças da Câmara ao projeto de lei complementar 274/2015, do Senado, que regulamenta a aposentadoria compulsória por idade aos 75 anos para o servidor público, com proventos proporcionais. A medida vale apenas quando o servidor optar por permanecer em serviço até essa idade. A proposta segue agora para sanção presidencial.

Além dos servidores públicos civis dessas esferas de governo, incluídas suas autarquias e fundações, a aposentadoria aos 75 anos também será aplicada aos membros do Poder Judiciário, do Ministério Público, das defensorias públicas e dos tribunais e dos conselhos de contas.

O projeto foi aprovado na Câmara no último dia 23, quando foram acolhidas duas emendas pelo relator da proposição, deputado Sóstenes Cavalcante (PSD-RJ). A primeira, do deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), revoga dispositivo da Lei Complementar 51/85 para permitir ao servidor público policial se aposentar compulsoriamente por essa regra geral de 75 anos, em vez daquela prevista atualmente de 65 anos de idade, qualquer que seja a natureza dos serviços prestados.

A segunda emenda, da deputada Jô Moraes (PCdoB-MG), cria uma transição para a aplicação da regra aos servidores do corpo diplomático brasileiro, cujas carreiras dependeriam de nova regulamentação para adequar a idade de aposentadoria compulsória às progressões previstas para os cargos. A transição da emenda prevê que, a cada dois anos, o limite atual de 70 anos sofrerá o acréscimo de um ano até que se chegue aos 75 anos. Esse tempo seria necessário para o envio de um projeto pelo governo disciplinando a matéria.

De forma parecida aos militares, os servidores da diplomacia têm limitações para ascensão aos postos mais graduados da carreira. Com a nova idade, diplomatas poderiam ficar sem atribuição por falta de postos.

A exigência da regulamentação por meio de lei complementar derivou da Emenda Constitucional 88/2015, que aumentou, de forma imediata, de 70 para 75 anos o limite de aposentadoria compulsória para os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), dos tribunais superiores e do Tribunal de Contas da União (TCU). De acordo com a emenda constitucional, somente por meio de lei complementar o aumento do limite também poderá ser estendido aos servidores efetivos da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios.

Com informações da Agência Câmara
Agência Senado