sábado, 4 de julho de 2015

Após fechar Terminal, professores não entram em acordo com governo e greve continua

Professores fecham o Terminal Urbano durante manifestação/Foto: Ac24horas

A onda de manifestos dos servidores da Educação que estão em greve continua em Rio Branco. Durante a manhã desta exta-feira (3,) um grupo se reuniu e fechou o Terminal Urbano, impedindo o tráfego de ônibus.

Os professores caminharam da Praça da Revolução e seguiram até o Terminal Urbano, onde fecharam a entrada do local até o final da manhã. Um engarrafamento de ônibus se formou na Avenida Ceará, congestionando o trânsito no centro da cidade.

De acordo com os manifestantes, o protesto tem como objetivo chamar a atenção do poder público para que novas negociações sejam marcadas. A categoria, que já está em greve há quase duas semana, reivindica reajuste salarial de 25%.

Além do reajuste, os servidores reivindicam antecipação para este ano do pagamento da VDP, que está previsto para 2016.

Após o manifesto, representantes do movimento grevista foram convidados a participar de reunião com membros da Secretaria de Articulação Institucional do governo.

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Acre, Rosana Nascimento afirmou em entrevista à ContilNet que a conversa com a equipe governamental foi infrutífera, que eles não apresentaram nenhuma proposta, e, portanto, a greve continuará.

"Eles não trouxeram proposta alguma, nada mesmo. Claro que iremos continuar com o movimento grevista em busca dos direitos dos trabalhadores", disse.

Fonte: ContilNet

Nenhum comentário:

Postar um comentário