quinta-feira, 28 de junho de 2012

Mais de 60 escolas concorrem ao Prêmio Gestão Escolar


Com inscrições finalizadas na última sexta-feira, 15, a edição 2012 do Prêmio Gestão Escolar bateu um novo recorde: mais de 60 escolas de todo o Estado do Acre enviaram seus projetos para avaliação e competição.
Este ano, as inscrições foram aprimoradas para possibilitar maior facilidade de acesso, bastando preencher as informações solicitadas e anexar documentos e fotos que demonstrassem os processos de gestão. O próprio sistema organizou tudo e facilitou o trabalho do gestor, que precisou apenas imprimir o material e enviar pelos Correios para efetivar a inscrição.
Rita Paro, diretora de Gestão da Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE), espera que os concorrentes aproveitem a oportunidade de terem seus projetos avaliados e analisados como possíveis vencedores. "Nós incentivamos as instituições de ensino acreanas a participarem e não deixarem de expor suas ações positivas ao longo desses anos", disse.
Para a diretora da escola José Sales de Araujo, Deuzimar da Silva Dankar, este ano servirá como experiência e preparação para futuras edições. "Nossa participação no Prêmio  Gestão será para ganharmos experiência. pois estamos participando pela primeira vez.
Com isso conheceremos  indicadores que regem o prêmio e também os processos de execução dos projetos. Por isso, buscamos parcerias com instituições públicas para desenvolver conosco novos projetos que serão inseridos no prêmio de gestão do próximo ano voltados para a leitura, meio ambiente e cidadania ", explicou a diretora.
No ano passado, a vencedora do Prêmio foi a Escola Estadual de Ensino Fundamental Clínio Brandão, atendendo na modalidade fundamental do 1º ao 9º ano. A gestora Jaqueline Guimarães ganhou um cheque no valor de R$ 10 mil e uma passagem para os Estados Unidos, além do abono de 20% nos salários de todos os funcionários no mês seguinte ao da premiação.

Sobre o Prêmio Gestão
Servindo de estímulo à melhoria do desempenho das escolas e ao sucesso de aprendizagem dos alunos, o Prêmio Gestão Escolar foi criado em 1998 pelo Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), em parceria com entidades que apoiam o incentivo da educação qualitativa no Brasil. A premiação tem como principal objetivo valorizar e motivar as escolas públicas no desenvolvimento de uma gestão democrática e de qualidade.

Premiação
As escolas representantes dos Estados e do Distrito Federal recebem o diploma de destaque estadual/distrital e R$ 6 mil. As seis escolas finalistas, além do diploma de destaque nacional, recebem R$ 10 mil cada.  A selecionada como primeira colocada ganha R$ 30 mil e o título de Referência Brasil. Os prêmios em dinheiro não são cumulativos. Os diretores de todas as instituições de ensino selecionadas para representar seus Estados também são contemplados com uma viagem de intercâmbio para os Estados Unidos.

Fonte: http://www.see.ac.gov.br/

“Aprovação de 10% do PIB é vitória de quem defende a educação pública de qualidade”

10_pib_pne_aprovado_gif_animado
Depois de muita pressão da sociedade civil, a comissão especial do Plano Nacional de Educação (PNE – PL 8035/10) aprovou ontem (26) a aplicação de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) do País em políticas da área no período de 10 anos. A conquista foi bastante comemorada pela CNTE, que promoveu ampla mobilização pelo percentual e acompanhou todo o processo de votação da matéria, desde o início. "Foi uma vitória da mobilização organizada, da persistência, dos que nunca desistem e que sabem que é importante a pressão sobre o parlamento de uma maneira democrática. Vitória da CNTE, da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, enfim, uma vitória de quem defende a educação pública de qualidade, socialmente referenciada", afirma o presidente da Confederação, Roberto Franklin de Leão.
A sessão da Comissão Especial do PNE começou com atraso. Para garantir que fossem analisados os destaques à meta 20 do Plano, que possibilitavam o aumento do investimento de 8% para 10% do PIB, alguns parlamentares abriram mão de apresentar seus destaques referentes às outras metas. A reunião chegou a ser interrompida às 17h30 para que os deputados comparecessem à Ordem do Dia, mas foi retomada em seguida. A ideia era que a votação dos 10% não fosse adiada. Tudo foi acompanhado em uma sala lotada por representantes de entidades da sociedade civil e estudantes, que cantavam e faziam coro para que a votação não fosse deixada para outro dia.
Oito destaques apresentados ao relatório do deputado Angelo Vanhoni sugeriam aumentar a meta de investimento na educação. No final, os parlamentares acordaram que apenas o destaque apresentado pelo deputado Paulo Rubem Santiago (PDT-PE) seria apreciado. No texto aprovado, o governo se compromete a investir pelo menos 7% do PIB na área nos primeiros cinco anos de vigência do plano e 10% ao final de dez anos.
Angelo Vanhoni, que chegou a sugerir a aplicação de 8% do PIB em seu último relatório, apoiou a proposta de última hora. Apesar de ter votado pelos 10%, ele voltou a afirmar que os 8% seriam suficientes para uma melhoria significativa da educação no País. "Contudo, não compete ao relator ir de encontro a 99% da comissão especial", avaliou.
O autor do destaque aprovado, o deputado Paulo Rubem Santiago (PDT-PE) acredita que a alternativa teve apoio do governo porque oferece flexibilidade na gestão orçamentária. Isso porque outras propostas previam metas intermediárias ano a ano. A proposta aprovada segue agora para o Senado.
Para Roberto Leão, a mobilização da sociedade civil e dos parlamentares favoráveis aos 10% é a prova de que há condições políticas para realizar o investimento, ao contrário do que pensa a área econômica do governo. Mas o presidente da CNTE alerta que a sociedade deve estar vigilante para que esse investimento realmente se reverta em melhorias na educação pública. "Temos que estar atentos para que não haja nenhum desvio no meio do caminho. Para que possamos efetivamente ver esse dinheiro lá na ponta, na escola, ajudando a melhorar as condições do trabalho, do ensino e aprendizagem, de carreira dos professores, ver o piso salarial profissional efetivamente colocado em prática e ver uma educação pública com a qualidade que estamos sonhando", afirma.
Sobre a tramitação do PNE agora no Senado, Leão acredita que a matéria não obterá resistências naquela casa. "Creio que os senadores serão sensíveis e não vão votar contra aquilo que já foi decidido na Câmara e que foi resultado da pressão popular. Não só os 10%, mas todo o PNE precisa ser resolvida este ano para ser colocado em prática a partir de 2013 para que tenhamos um Norte que dê luz à educação brasileira", conclui. (CNTE, 27/06/12)

sexta-feira, 22 de junho de 2012

INFORMES

Informamos aos companheiros da educação que o prazo final para ingressar nas ações judiciais será até o dia 25/06/2012 (segunda feira);
A VDP (Valorização de Desempenho Profissional) sairá dia 30;
A VDG (Valorização de Desempenho do Gestor) será pago no mês de julho.

Parabéns aos Profissionais em Educação: Acre eleva sua posição em ranking de educação básica

Imagem: Divulgação
O Acre avançou muito no quesito educação nos últimos 13 anos. Do final da fila, na posição 27ª, o Estado saltou para o 7º lugar no ranking de desempenho do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), na média dos três segmentos. O resultado é reflexo do comprometimento do governo em ampliar o acesso à educação e desenvolver políticas públicas com foco nessa área.
Durante o seminário “Faça do Acre a sua floresta”, parte das atividades do “Dia do Acre na Rio+20”, no Jardim Botânico, o painel “Novos desafios para as políticas de educação, ciência e tecnologia”, moderado pelo deputado federal Sibá Machado, foi destacado, ainda, o desejo do Estado em avançar ainda mais.
Para Daniel Zen, secretário de Estado de Educação e Esporte, hoje o Acre ocupa um nível considerado acima do razoável e que, para dar um salto da mesma envergadura e atingir o patamar de “bom a ótimo”, é preciso fazer a manutenção constante do legado já conquistado e ir além: com a revisão generalizada das bases curriculares, mais investimentos na infraestrutura das unidades, valorização e incentivos profissionais constantes e a promoção de mudanças no modelo de gestão da educação.
“Vivemos em 13 anos no Acre aquilo que o Chile atingiu em 30 anos de trabalho. O desafio agora é ainda maior e será preciso inovar, promovendo uma aproximação entre a educação básica e o segmento de ciência e tecnologia, além da revisão das bases curriculares, com ampliação da carga horária de aula e inclusão de temas transversais. Isso tudo tem que acontecer sem deixar de lado o incentivo à formação continuada dos docentes e a revisão de alguns modelos de gestão”  afirmou o secretário.

Pioneirismo das políticas públicas
Além dos avanços na educação básica, o painel destacou as conquistas na área de ciência e tecnologia do Acre. Entre os participantes, o professor da Universidade de São Paulo (USP) Gylvan Meira pontuou que o pioneirismo das políticas públicas do Acre no campo da ciência e tecnologia é parte fundamental para o encontro de soluções para a questão das mudanças climáticas.
“O Acre é destaque porque possui iniciativas sistemáticas para melhorar o planejamento do uso da terra associadas ao cuidado social e ambiental. O Estado foi um dos primeiros do país a ter um levantamento histórico dos níveis de desflorestamento e já tem a previsão de quanto será este índice no futuro. Esse controle é valioso para o desenvolvimento prévio e eficiente de ações para mitigar e deter os efeitos desse processo”, declarou.
Participaram também como debatedores do painel o professor da Universidade Federal do Acre Irving Foster Brown e o professor da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa - AC) Marcos Vinicius.

Apresentação do documentário Paralelo 10
Após o encerramento do seminário, foi apresentado o documentário Paralelo 10, do diretor Silvio Da-Rin, que participou da exibição.
O filme registra a viagem feita por José Carlos Meirelles e Terri Aquino a uma região pouco conhecida do Brasil, o Paralelo 10 Sul, no Acre, quase na fronteira com o Peru, em plena região amazônica.
Ao longo dessa jornada, Meirelles rememora experiências, expõe contradições de seu ofício e discute com índios Madijá e Ashaninka a melhor forma de se relacionar com eles.

Fonte: http://www.agencia.ac.gov.br 

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Licenciatura terá 6 mil vagas abertas no segundo semestre


(Foto: NOTÍCIADAKI)
O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do Ministério da Educação oferece 6.491 vagas em cursos de licenciatura nesta segunda edição de 2012. Os estudantes que pretendem seguir a carreira do magistério podem se inscrever até o dia 22 próximo para o processo, que selecionará candidatos a vagas para este segundo semestre.

Os cursos de licenciatura com maior oferta são pedagogia, com 777 vagas; matemática, 757; química, 670; ciências biológicas, 513; física, 511, e educação física, 486. As licenciaturas estão entre os 20 cursos com maior número de vagas oferecidas.

Ao todo, as 56 instituições de ensino superior participantes do processo neste segundo semestre oferecem 30.548 vagas. Às políticas afirmativas estão reservadas 8.688.

O Sisu é o ambiente virtual criado pelo MEC para selecionar estudantes em instituições públicas com base nas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A partir do dia 18, ao longo do período de inscrições, a classificação parcial e a nota de corte dos candidatos serão divulgadas diariamente na página do sistema na internet para consulta a qualquer hora do dia. No próprio sistema, o estudante pode tirar dúvidas sobre notas de corte, datas das chamadas, período de matrículas nas instituições, resultados e lista de espera.

O Sisu ainda permite ao estudante localizar cursos e vagas por meio de pesquisa com a indicação do município, da unidade da Federação e da instituição de ensino. É possível também saber em quais instituições estão as vagas pretendidas.

As inscrições devem ser feitas na
página do Sisu na internet até o dia 22 próximo. O estudante, ao se inscrever, pode fazer até duas opções de curso.
 

quinta-feira, 14 de junho de 2012

INFORME SINDICAL

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre(Núcleo de Tarauacá) informa a todos os seus associados que amanhã(15.06) não haverá atendimento, pois é feriado estadual, voltando ao atendimento normal próxima segunda feira feira(18.06). 
Informamos também que o prazo para entregar os documentos das ações judiciais foi prorrogado para próxima semana, considerando que várias pessoas tiveram problemas quanto ao recebimento da ficha financeira.

Agradece, 

A direção

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Sinteac manifesta apoio aos servidores do Judiciário

Servidores do Judiciário de Tarauacá e o Presidente do SINTEAC
Servidores do Judiciário em Tarauacá aderiram à paralisação de advertência, por 48 horas, proposta pelo sindicato da categoria (Sinspjac). A categoria decidiu suspender as atividades depois de não obter resposta do judiciário quanto o não pagamento do retroativo da gratificação de 10% de capacitação, a data base de 2012, que não foi negociada e o PCCR dos servidores. Os servidores cruzam os braços hoje e amanhã.
Dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre - Sinteac, foram até o Fórum da Comarca de Tarauacá manifestar apoio aos servidores do Judiciário.




















Com informações do Blog do Accioly

terça-feira, 12 de junho de 2012

Como matar o seu sindicato.


1- Não freqüentar o sindicato mas quando for, procure algo para reclamar;

2- Se comparecer nas atividades, encontre apenas falhas no trabalho dos outros;

3- Nunca aceite uma incumbência, lembre-se que é mais fácil criticar do que realizar;

4- Se a Diretoria pedir sua opinião, responda: não tenho nada a dizer. Depois espalhe: como as coisas deveriam ser;

5- Não faça nada além do inevitável e quando os Diretores e colaboradores estiverem trabalhando, afirme que seu sindicato está dominado por uma panelinha;

6- Não leia os informativos do sindicato. Afirme que eles não trazem nada de interessante, ou melhor ainda, diga: não os recebo;

7- Se for convidado para qualquer cargo, recuse. Alegue falta de tempo e depois critique com afirmações do tipo: esta turminha quer ficar no poder;

8- Quando tiver divergência com a Diretoria, procure vingar-se no sindicato;

9- Sugira, insista e cobre realizações de eventos ações e quando eles ocorrerem, não compareça e depois espalhe que ninguém foi;

10- Se receber pedidos de sugestões e colaborações, não responda, e depois se a Diretoria não adivinhar suas idéias, critique e diga a todos que você é ignorado;

Depois de tudo isso, quando cessarem as publicações, as atividades pararem, a sede estiver desmoronando e todos se afastarem, enfim, quando nosso sindicato morrer e a sua profissão ficar desmoralizada, estufe o peito e afirme orgulhoso: EU NÃO DISSE!!!

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Sinteac participa da composição do Comitê Gestor Municipal da Educação de Jovens e Adultos

Na última semana, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre - SINTEAC, participou da criação do Comitê Gestor Municipal da Educação de Jovens e Adultos. 

São integrantes deste Comitê:  Secretaria  Municipal de Educação, Gestor Local das ações do município, Formadores/as e/ou alfabetizadores/as com atuação no município, Representantes das entidades sem fins lucrativos, Coordenadores/as de turmas, Alfabetizandos, Representantes de instituições de ensino superior.

Segundo o Decreto nº 6.094, de 24 de abril de 2007 , este Comitê é incumbido de colaborar com a formulação de estratégias de mobilização social pela melhoria da qualidade da Educação Básica, que subsidiarão a atuação dos agentes públicos e privados.










quarta-feira, 6 de junho de 2012

INFORME AOS ASSOCIADOS

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre(Núcleo de Tarauacá) informa a todos os seus associados que amanhã(07.06) não haverá atendimento, pois é feriado nacional(Corpus Christi), voltando ao atendimento normal nesta sexta feira(08.06).

Agradece,

A direção

segunda-feira, 4 de junho de 2012

INFORME SINDICAL SOBRE OS PROCESSOS A SEREM AJUIZADOS DOS SERVIDORES DA EDUCAÇÃO ESTADUAL

Os processos a serem ajuizados são os seguintes: 

PROFESSOR ESTADUAL:
- Diferença do adicional de férias ; 
- Desconto indevido de previdência sobre adicional de férias(13º Salário); 
FUNCIONÁRIO DE ESCOLA:
Desconto indevido de previdência sobre adicional de férias(13º Salário)
CÓPIA DOS DOCUMENTOS (TODOS OS CASOS): 
- RG e CPF; 
- 03 últimos contracheques; 
- Ficha financeira ou contracheques de 2006 até 2012; 
-Comprovante de endereço;
OBSERVAÇÕES: 
- Todos os associados precisam ir a sede do Sinteac para assinar os documentos (procuração, declaração, ficha de dados e contrato de honorários);
- As pessoas que se aposentaram antes de 2006 não podem entrar com ação de ressarcimento;
- Quem tem dois contratos deverá apresentar os dois contracheques;
- Não podemos receber documentação incompleta;
- Prazo: até o dia 15 de junho de 2012.