sábado, 10 de novembro de 2012

Sinteac discute com professores a regularização econômica da categoria

O encontro aconteceu no auditório da secretaria de estado de educação e teve como objetivo principal esclarecer para os professores a situação econômica de cada um e ainda esclarecer fatos em que prejudicou economicamente alguns professores nos últimos cinco anos. De acordo com levantamentos o estado será obrigado a devolver 11% da dobra, e mais 11% das aulas complementares que foram retirados da folha de pagamento de forma indevida.

O governo terá ainda que rever a situação funcional e econômica dos professores que até 2005 tinham curso superior e foram prejudicados com a retirada de uma letra que correspondeu uma perda salarial de 10%. Manoel lima garante que vai brigar pela devolução da letra, o ressarcimento salarial e a devolução financeira dessa perda corrigida.

Manoel garante também que os professores do contrato provisório têm direitos, como férias e décimo terceiro garantidos por lei e que algumas instituições estão negando esse direito devido.


 Fonte: http://www.oriobranco.net



Nenhum comentário:

Postar um comentário