segunda-feira, 9 de abril de 2012

Notícia Importante aos servidores públicos: Servidores do Estado com empréstimo no Banco do Brasil podem requerer seis meses de carência para pagamento

Agência do Banco do Brasil em Tarauacá

Até o dia 30 de abril, os servidores públicos estaduais que tiverem empréstimo consignado em folha com o Banco do Brasil poderão suspender o pagamento das parcelas da dívida por até seis meses. A decisão surgiu a partir de uma ideia do governador Tião Viana, que foi levada a frente pela secretária de Gestão Administrativa Flora Valadares, que negociou a possibilidade com o banco como uma forma de beneficiar principalmente os funcionários do governo que tenham sido vítimas da alagação e acumulado algum tipo de prejuízo.

“Muitos servidores do Estado também foram atingidos pela alagação. E pensando na quantidade de prejuízos, além do período de início do ano letivo e contas como o IPVA, fizemos essa proposta ao Banco do Brasil, que aceitou de imediato”, explica Flora Valadares. O benefício de suspender o pagamento da dívida esta estendido a todos os servidores estaduais, não só os atingidos pela cheia do Rio Acre.

O funcionário estadual que desejar a carência de seu empréstimo consignado em folha deve se dirigir a sua agência do Banco do Brasil e realizar a negociação. O funcionário não precisa requerer os seis meses diretos, mas também pode intercalar esse período ou pedir menos. Durante o período de carência, o servidor vai pagar apenas os juros da dívida, já o valor bruto será descontado nos meses seguintes após o término oficial da dívida.

A Secretária Flora Valadares estuda a possibilidade de estender a possibilidade de carência das dívidas consignadas em folha junto a outros bancos. (Agência Acre)

Nenhum comentário:

Postar um comentário