quarta-feira, 16 de março de 2011

Tarauacá e Feijó fortalecem rede de ensino com mais 126 pedagogos: Iniciativa faz parte da política educacional de valorização do docente desenvolvida pelo Estado


Carlos Augusto de Tarauacá recebendo seu diploma
A rede pública estadual e municipal de ensino de Tarauacá e Feijó acaba de ganhar um reforço significativo rumo à melhoria da qualidade do ensino. O governo do Estado e a Universidade de Brasília (UnB) certificaram no último final de semana 126 professores em Pedagogia. A iniciativa faz parte da política educacional de valorização do docente desenvolvida pelo governo, que há 12 anos investe na formação em ensino superior dos professores do Acre.

Sebastiana Pereira (68 anos) de Feijó
Uma das contempladas pela parceria com a UnB foi a professora Sebastiana Pereira, 68 anos, 38 deles dedicados ao ensino infantil em Feijó. Ela conta que a oportunidade de fazer um curso superior rendeu mais conhecimento na área e qualidade de vida para sua família. “O curso me proporcionou aplicar coisas novas as minhas crianças, me fez crescer muitas vezes como profissional e aumentou consideravelmente minha renda. Sinto-me hoje orgulhosa. Isso é um prêmio que ganhei”, diz, emocionada, a professora mais experiente dos formandos.

Secretário de Educação do Acre Daniel Zen
Na oportunidade, o secretário de Educação, Daniel Zen, lembrou aos formandos de como era a situação dos docentes no passado, quando os salários e as condições de ensino eram precários e a avaliação da qualidade do ensino no Acre estava entre as piores do país. “Há doze anos tínhamos um grande contingente de professores apenas com o ensino médio. De lá para cá, já são oito programas de formação e 9.600 profissionais com curso superior.
” Daniel Zen ressaltou ainda que os novos pedagogos saem com uma dupla certificação, referindo-se ao sistema de ensino utilizado para qualificar os professores: o Ensino a Distância (EAD). “O EAD não é fácil de se fazer. É como se vocês estivessem frequentado dois cursos superiores - um de Pedagogia e outro sobre Novas Tecnologias. O Estado agora vai contar com professores duplamente capacitados”, concluiu o secretário.

Professora Emilene Vieira de Tarauacá
Professora em Tarauacá, Emilene Vieira diz que o momento é de superação, pois jamais imaginou que teria uma diploma da Universidade de Brasília e que estaria apta a trabalhar com as ferramentas tecnológicas em sala de aula. “Aprendi todo o processo de ensino e aprendizagem, mas principalmente me alfabetizei nas novas tecnologias, e isso quero passar para meus alunos.”

Cristiano Muniz - UNB
De acordo com o vice-diretor da Faculdade de Educação da UnB, Cristiano Alberto Muniz, o aprendizado foi recíproco, pois o desafio de sair do Distrito Federal para a região Norte fez com que a universidade se renovasse. “Cada um dos formandos tornou a UnB mais grandiosa e oponente. A UnB rompeu as fronteiras e hoje podemos dizer que temos um pedacinho do Acre”, concluiu.
Durante toda esta semana acontecem formaturas em Acrelândia, Xapuri, Plácido de Castro, Sena Madureira e Brasileia, concluindo na sexta-feira, 18, com a certificação de 214 professores de Rio Branco. No total, 597 docentes de 11 municípios concluíram o curso de Pedagogia.
Essa grande conquista também faz parte da luta organizada dos trabalhadores e trabalhadoras em educação. 
O sucesso é daqueles que batalham, e com toda certeza todos vocês são merecedores desse sucesso. 


Parabéns a todos e a todas pela formatura!

Fonte: http://acciolytk.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário