sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Inscrições para obter certificação escolar terminam neste domingo

Provas serão realizadas em dezembro 
Jovens e adultos que não tiveram a oportunidade de concluir os estudos em idade apropriada têm até este domingo, 26, para se inscrever no Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), uma avaliação voluntária e gratuita. As inscrições são feitas somente pela internet, no endereço eletrônico http://inscricao.encceja.inep.gov.br.
É a sexta edição do exame, que este ano vem com uma novidade no ato da inscrição: o Questionário Socioeconômico. O participante responderá questões que ajudarão para a construção de políticas educacionais. Quem não tiver acesso, ou não souber nevagar pela internet, pode procurar os Núcleos de Educação nos municípios ou o Centro de Educação de Jovens e Adultos(CEJA), em Rio Branco. Caso more em um município que não aderiu ao exame, o estudante pode se inscrever na cidade mais próxima em que a prova será aplicada. 
Para realizar a inscrição do Encceja 2010, o candidato deve ter em mãos os documentos pessoais - CPF e RG. Além disso, a informação correta do CEP de sua residência é indispensável para o recebimento do Cartão de Confirmação da Inscrição, que contém, entre outras informações, o local de realização da prova. O exame será aplicado no dia 12 de dezembro de 2010.
O aluno pode estudar para o exame utilizando o material de apoio disponível na página do Encceja e verificando as competências e habilidades aferidas em cada área do conhecimento.
Os testes do exame são compostos por itens referentes à Matriz de Competências e Habilidades, disponível na página do Encceja. No ensino fundamental as áreas do conhecimento são: Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física e Redação, Matemática, Historia e Geografia e Ciências Naturais; e no médio, as áreas de conhecimento são: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias e Ciências da Natureza e suas Tecnologias.
Fonte: Escrito por Ernani Baracho, Assessoria SEE

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

ESCOLA REALIZA PALESTRA SOBRE A IMPORTÂNCIA DO VOTO CONSCIENTE


Drª Ivete Tabalipa- Juíza da Comarca de Tarauacá 
A pedido da escola Rosaura Mourão para que fossem feito um treinamento com alunos da EJA e PROJOVEM que estão votando pela primeira vez, a Juíza, Dra. Ivete Tabalipa, fez uma palestra aos alunos sobre as eleições e a importância da escolha consciente na hora de votar. Após a palestra, funcionários do TRE - Tribunal Regional Eleitoral ensinaram os jovens que votarão pela primeira vez a votar na urna eletrônica.Talvez por falta de informação, o jovem acaba deixando para outros a responsabilidade de escolher nossos representantes. O voto dos 16 aos 18 anos é facultativo e os jovens acabam que não se interessando por esse momento tão importante de exercer sua cidadania de forma consciente.

domingo, 19 de setembro de 2010

PRESTADORES DE SERVIÇOS DO MUNICÍPIO ENTRAM EM GREVE POR CAUSA DE SALÁRIOS ATRASADOS

                                          DAMÁSIO

MARILENE

SOCORRO BEZERRA

NETE

Os funcionários de apoio que prestam serviços na Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental 15 de Junho, decidiram se reunir e deram um ultimato ao Diretor da escola (Aderlândio) informando que não iriam mais trabalhar enquanto seus vencimentos não forem pagos pelo menos a metade (três meses), tendo em vista já estarem com quase seis meses trabalhando sem receber.
Segundo um dos funcionários, representante dos demais, fica até complicado passar na frente dos comércios onde compraram fiado, pois os comerciantes ficam cobrando e eles não sabem mais o que fazer.
Assim, eles querem receber três meses, que segundo o representante dos demais, dois seriam para pagarem as contas e um para comprar alguma coisas mais barata nos camelôs no período dos novenários.
Como todos os funcionários de apoio são prestadores de serviços (20), entre serventes, merendeiras, zelador e vigia, a escola fica impossiblilitada de funcionar.
Com isso, a Equipe Gestora pede que o problema seja resolvido logo para que os alunos não saiam prejudicados.
Fonte: Blog da Escola 15 de Junho

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Seminário vai debater eleições para gestores de escolas da Rede Municipal


Depois da eleição de 3 de outubro, o Sinteac, em parceria com a SEME, vai realizar um seminário para discutir mudanças na Lei de Gestão das Escolas da Rede Municipal. As comunidades escolares já estão debatendo o assunto e apresentarão suas propostas no encontro. 
Uma questão em destaque que vai ser decidida no debate é a realização das eleições para os próximos mandatos já que os mandatos dos atuais gestores vencem no mês de abril de 2011. 
Existem três propostas que começam a ser discutidas relacionadas à data da eleição. 

A primeira, propõe que as eleições ocorram até o final de 2010 e que os novos gestores tomem posse em abril de 2011.
A segunda, defende que as eleições ocorram somente em abril de 2011 no encerramento dos atuais mandatos.
A terceira, defende a prorrogação do mandatos dos atuais gestores e que a eleição seja realizada no final de 2011.

O Sinteac que saber a opinião dos leitores do Blog e, por isso, abriu uma enquete onde cada pessoa poderá opinar sobre o assunto. Veja na lateral do blog.


terça-feira, 14 de setembro de 2010

Exame para certificação de EJA será em 12 de dezembro

Jovens ou adultos que não terminaram estudos no tempo certo podem participar. Inscrições vão até 26 de setembro.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) definiu as datas para aplicação do Exame Nacional para Certificação de Competência de Jovens e Adultos (Encceja) este ano. O Encceja é utilizado para conceder diplomas de ensino fundamental a adultos que participaram de programas de Educação de Jovens e Adultos (EJA), o antigo supletivo, ou adquiriram habilidades e competências ao longo da vida.
O exame também pode ser utilizado como certificação pelas Secretarias de Educação que não têm condições ou queiram economizar a infraestrutura necessária para realizar exames de certificação de alunos da EJA. A participação no Encceja é voluntária e gratuita, destinada aos jovens e adultos residentes no Brasil com no mínimo 15 anos de idade completos até a data de realização do exame e que não tiveram oportunidade de concluir o ensino fundamental na idade correta.
Os interessados em participar do exame terão de preencher os requisitos acima e se inscrever somente pelo site a partir desta segunda-feira até as 23h59 do dia 26 de setembro. Quem se inscreveu no Encceja de 2009 e que tem interesse em realizar as provas só precisa confirmar a participação este ano, no site do exame, a partir desta segunda-feira. O prazo vai até 26 de setembro. Os participantes inscritos em 2009 têm de confirmar a nova inscrição para que ela não seja cancelada.

domingo, 12 de setembro de 2010

REPRESENTANTES DO SINTEAC DE TARAUACÁ PARTICIPAM DO 1º SEMINÁRIO ÉTNICO RACIAL DO VALE DO JURUÁ

Dr. Antônio (SECAD), Dr. John Carth(MEC), Almerinda(SINTEAC- Rio Branco) e Valdenízio(SINTEAC-Cruzeiro do Sul)

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre - SINTEAC em parceira com a SEE, UNDIME, FPEER e SECAD realizou quinta feira, 09 de setembro, o 1º Seminário de Educação das Relações Étnico-Raciais do Vale do Juruá em Cruzeiro do Sul. 
O Seminário que durou o dia todo teve por objetivo sensibilizar sobre a importância das relações étnico-raciais  e o combate ao racismo, assim como também a implementação da lei nº 10.639 que estabelece o ensino de cultura e história afro-brasileiras, no qual é determinado que tais conteúdos devem ser ministrados no âmbito de todo o currículo escolar, em especial nas áreas de educação artística, literatura e história brasileiras. E ainda estabelecer contato com as instituições de ensino e sociedade civil organizada do vale do Juruá. 
Participaram vários núcleos do Sinteac, Secretaria Estadual de Educação e Secretaria Municipal de Educação.Tarauacá esteve representado apenas por quatro membros da diretoria do Sinteac (professores: Eurico, João, José Leite e Flávio Santos).
O representante do MEC John Carth lamentou a ausência principalmente dos representantes das Secretarias Estaduais e Municipais de Educação de alguns  municípios no seminário tão importante pois tata-se da inclusão da história afro-brasileira e indígena no currículo escolar assim como também de um ambiente de debate que visa combater o racismo e implementar leis importantes para a sociedade. Segundo o representante do MEC todas as Secretarias de Educação já receberam os kits para trabalharem  as Relações Étnico-Raciais e a História da Cultura Afro-Brasileira nas escolas como preconiza as leis nº 10.639/03 e nº 11.465/08.
O Seminário tomou como encaminhamento final que todos os municípios façam seu fórum local para a discussão da implementação das leis e combate ao racismo.
Professores Eurico e Flávio(SINTEAC-Tarauacá)
Para o professor Eurico "é fundamental que se compreenda que as políticas afirmativas não são compensatórias.Elas permitem a essas pessoas buscar uma ascensão econômica e social que inverte a lógica que predominou durante quase quinhentos anos. Neste sentido, as políticas desenvolvidas pelo atual governo têm dado uma boa base para o desenvolvimento da população como um todo. Podemos citar o Programa Universidade para Todos (Prouni) como um exemplo forte deste tipo de ação."
 Professores João e Flávio(SINTEAC-Tarauacá) 
"Este encontro dá uma grande contribuição para mostrar que só vamos superar problemas no convívio social conhecendo por inteiro nossa real história, conhecendo o passado para construir nosso futuro", salientou o professor Flávio Santos.
 Participantes do Seminário(Palestantes, Sociedade Civil Organizada,  Professores e Gestores)
"Ainda falta reconhecer a divulgação para que a sociedade brasileira assuma a participação do elemento africano em todas as áreas possibilitando um referencial de identidade cultural e histórica para os negros brasileiros",  afirmou João Maciel.  
 Sindicalistas  presentes no Seminário
“Este momento serve para fortalecer os espaços de discussão e divulgar a implementação da Lei  que prevê a inclusão da história e cultura afro-brasileira nos currículos escolares tão importante para que possamos acabar com o preconceito que ainda existe e diminuir as desigualdades relacionadas as questões Étnico-Racial"  ressaltou José Leite.
 Representantes do SINTEAC de Taraucá(Professores: João, Flávio, José Leite e Eurico)

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Olimpíada de matemática


Provas da segunda fase vão reunir 862,9 mil estudantes no sábado

Estudantes da educação básica de todo o país participam no sábado, 11, da segunda fase da 6ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). A competição reunirá 862.994 alunos do sexto ao nono ano do ensino fundamental e dos três anos do ensino médio. A divulgação dos vencedores está prevista para 26 de novembro.
As provas serão aplicadas por fiscais em 8.474 centros, escolhidos pela coordenação da Obmep, a partir das 14h30 (horário de Brasília), com duração de três horas para todos os níveis de ensino. Nesse período, os participantes vão responder de seis a oito questões dissertativas. Ao fim da prova, devem apresentar ao fiscal os cálculos e o raciocínio que empregaram para solucionar os problemas.
Os testes estão divididos nos níveis um (estudantes do sexto e sétimo anos do ensino fundamental), dois (oitavo e nono anos do ensino fundamental) e três (qualquer série do ensino médio). A correção será feita por comitês compostos por professores de matemática contratados para esse fim. Desse grupo de alunos sairão os 500 ganhadores de medalhas de ouro, 900 de prata, 1,8 mil de bronze e até 30 mil candidatos a menção honrosa. 
Parceria — Promovida pelos ministérios da Educação e da Ciência e Tecnologia, a Obmep é realizada pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa) e pela Sociedade Brasileira de Matemática (SBM). A competição deste ano recebeu 19,6 milhões de inscrições de alunos, que fizeram as provas da primeira etapa. Eles representaram 44,7 mil escolas dos 26 estados e do Distrito Federal.
Informações sobre os tipos de testes aplicados nas edições anteriores, documentos necessários e consulta aos locais de provas estão na página eletrônica da Obmep. 
FONTE: http://portal.mec.gov.br

terça-feira, 7 de setembro de 2010

7 DE SETEMBRO- INDEPENDÊNCIA DO BRASIL

Independência ou Morte: 7 de setembro de 1822 - quadro de Pedro Américo
A Independência do Brasil é um dos fatos históricos mais importantes de nosso país, pois marca o fim do domínio português e a conquista da autonomia política. Muitas tentativas anteriores ocorreram e muitas pessoas morreram na luta por este ideal. Podemos citar o caso mais conhecido: Tiradentes. Foi executado pela coroa portuguesa por defender a liberdade de nosso país, durante o processo da Inconfidência Mineira. 
O processo de independência 
Após o Dia do Fico, D. Pedro tomou uma série de medidas que desagradaram a metrópole, pois preparavam caminho para a independência do Brasil. D. Pedro convocou uma Assembléia Constituinte, organizou a Marinha de Guerra, obrigou as tropas de Portugal a voltarem para o reino. Determinou também que nenhuma lei de Portugal seria colocada em vigor sem o " cumpra-se ", ou seja, sem a sua aprovação. Além disso, o futuro imperador do Brasil, conclamava o povo a lutar pela independência.O príncipe fez uma rápida viagem à Minas Gerais e a São Paulo para acalmar setores da sociedade que estavam preocupados com os últimos acontecimento, pois acreditavam que tudo isto poderia ocasionar uma desestabilização social. Durante a viagem, D. Pedro recebeu uma nova carta de Portugal que anulava a Assembléia Constituinte e exigia a volta imediata dele para a metrópole.Estas notícias chegaram as mãos de D. Pedro quando este estava em viagem de Santos para São Paulo. Próximo ao riacho do Ipiranga, levantou a espada e gritou : " independência ou Morte !". Este fato ocorreu no dia 7 de setembro de 1822 e marcou a Independência do Brasil. No mês de dezembro de 1822, D. Pedro foi declarado imperador do Brasil. 
Pós Independência
 Os primeiros países que reconheceram a independência do Brasil foram os Estados Unidos e o México. Portugal exigiu do Brasil o pagamento de 2 milhões de libras esterlinas para reconhecer a independência de sua ex-colônia. Sem este dinheiro, D. Pedro recorreu a um empréstimo da Inglaterra.Embora tenha sido de grande valor, este fato histórico não provocou rupturas sociais no Brasil. O povo mais pobre se quer acompanhou ou entendeu o significado da independência. A estrutura agrária continuou a mesma, a escravidão se manteve e a distribuição de renda continuou desigual. A elite agrária, que deu suporte D. Pedro I, foi a camada que mais se beneficiou.

                                         
Fonte de pesquisa : http://www.suapesquisa.com/independencia/

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

PROFESSOR JOÃO MACIEL É ELEITO NOVO PRESIDENTE DO CONSELHO DA COMUNIDADE DE EXECUÇÃO PENAL

Presidente João Maciel, Defensor Público Paulo Michel e Luís Tumba vice-presidente da Associação da Cohab
O Conselho da Comunidade na execução Penal da Comarca de Tarauacá é uma associação civil, sem fins lucrativos, que tem por finalidade auxiliar o Poder Judiciário e o Ministério Público na execução e fiscalização das penas privativas de liberdade, das penas restritivas de direito, da pena de multa, do livramento condicional, da suspensão condicional da pena, da suspensão condicional do processo e das transações penais, bem como dar assistência aos apenados e aos presos recolhidos em estabelecimentos penais, assim como também dos familiares localizados no âmbito territorial da Comarca de Tarauacá.
A nova diretoria foi eleita em reunião presidida pela Juíza de Direito Substituta da Comarca de Tarauacá, Ivete Tabalipa, onde ressaltou a importância do Conselho para a Comunidade de uma forma geral. Na oportunidade foi escolhida a diretoria executiva que é o órgão executivo e administrativo do Conselho da Comunidade, constituído pelos seguintes membros:
Presidente: João Maciel
Vice-presidente: Lucivan Lima 
1ª Secretária: Marnilsa Martins
2º Secretário: Zé Guilherme
1º Tesoureiro: Célio Rocha
2º Tesoureiro: José Eurico
Dr. Lucivan Lima: Vice-presidente
Membros da sociedade civil organizada
Drª Ivete Tabalipa, Juíza de Direito Substituta da Comarca de Tarauacá