terça-feira, 6 de outubro de 2009

Projeto Olhar Brasil faz primeira entrega de óculos para estudantes do Juruá

Programa executado no Acre pelo Governo do Estado busca garantir um melhor ensino e evitar a evasão escolar entre os alunos que apresentam dificuldade para enxergar


Alunos do Ensino Fundamental e do MOVA estão sendo beneficiados em todo o Estado recebendo consultas de um oftalmologista e, se necessário, óculos através do Projeto Olhar Brasil, que envolve a parceria dos governos Federal e Estadual. A meta é consultar 10 mil alunos até 2010. Em Cruzeiro do Sul na última sexta-feira, foram entregues 47 óculos para alunos do Ensino Fundamental, que passam agora a ter melhor qualidade de vida, poderão ter melhor aproveitamento escolar e evitar o aprofundamento da dificuldade oftalmológica. Para as escolas e para os índices educacionais também é bom, pois a dificuldade em enxergar também tem provocado evasão escolar.
O projeto é executado no Acre pelo Governo do Estado, via secretarias de Educação e de Saúde. A cada 15 dias uma equipe vai para um município onde acontecem os exames, segundo informa o coordenador do projeto, odontólogo Rutênio de Sá Oliveira. Em Cruzeiro do Sul foi feita a primeira rodada de consultas no mês passado; foram 150 consultas para o Ensino Fundamental e 100 consultas para os alunos do MOVA. Segundo Rutênio houve crianças que precisaram fazer correção profunda, com lentes de até 3 graus. As 150 crianças consultadas resultaram em 47 casos positivos para uso de óculos. Com relação aos alunos do MOVA o percentual foi maior, algo em torno de 80%, já que envolve alunos com mais idade. Estes receberão seus óculos em breve.

De domingo até terça-feira, a equipe do projeto vai realizar mais 150 consultas para o Ensino Fundamental e 100 para alunos do MOVA, desta vez para residentes dos municípios de Cruzeiro do Sul e Mâncio Lima. Em dezembro acontecerá a terceira rodada de consultas no Juruá, desta vez atendendo Rodrigues Alves e o remanescente de Cruzeiro do Sul.

No dia das entregas dos óculos, os pais das crianças receberam orientações sobre a conservação dos óculos, a responsabilidade que se deve passar para a criança em relação aos óculos e, sobretudo, o incentivo às crianças para que realmente os usem. As armações foram todas observadas em relação aos ajustes enquanto a firma fornecedora dos óculos ficará à disposição para fazer as correções necessárias.

Convênio atende a quem precisa

O diarista Aldenilson Barreto de Lima compareceu à entrega de óculos com sua filha, que recebeu óculos. "Eu acho muito bacana este convênio do Governo Federal com o Estadual, pois as pessoas com baixo poder aquisitivo têm dificuldade até em pagar uma consulta. Mas, através das escolas temos este benefício de um médico e dos óculos. Fico muito satisfeito", disse.

Maria José Tibúrcio da Silva, avó da menina Ana Paula destaca a economia que está fazendo: "É de muita importância para nós. A menina não tem pai, vive só com a mãe e a mãe não tem condições. Eu agradeço muito ao governo, de todo o coração", comentou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário