sábado, 4 de julho de 2009

GREVE SUSPENSA: Trabalhadores em Educação da Rede Estaual suspendem a greve prevista para segunda dia 06 de julho.

SÁBADO, 4 DE JULHO DE 2009


Os trabalhadores da educação decidiram suspender a greve prevista para segunda-feira e retomaram as negociações com o governo do Estado. A categoria teria recuado depois que o governador Arnóbio Marques ameaçou retirar as propostas, além de ter afirmado que trataria os professores como um pai trata uma criança.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Educação (Sinteac), Manoel Lima, afirmou que, depois da ameaça de paralisação, a equipe técnica do Estado decidiu flexibilizar, apresentando uma nova contraproposta.

“Nessa proposta, os aposentados e os assessores pedagógicos recebiam aumentos retroativos a 1º de julho, e os professores que possuem apenas o nível médio receberiam o piso nacional de R$ 1.132, 40, tendo até o retroativo de janeiro”, detalhou o sindicalista.

Na assembléia no final da tarde de ontem, os trabalhadores decidiram dar 15 dias para que uma seja finalizada a negociação. Caso não haja um acordo, a categoria promete entrar em greve a partir do próximo semestre.

Na última tabela apresentada pelo governo, os professores teriam um reajuste médio de R$ 80, além de R$ 50 de abono para o setor administrativo. (Freud Antunes)

DIRIGENTES DO NÚCLEO DO SINTEAC EM TARAUACÁ estarão durande todo o final de semana conversando com diretores das escolas e, publicando nos meios de comunicações locais, o anúncio da suspensão da greve.

Nenhum comentário:

Postar um comentário